domingo, 17 de janeiro de 2010

VAI TER COM A FORMIGA Ó PREGUIÇOSO: O CAMINHO DA FORMIGA E A PRÁTICA LATENTE DA VIDA CRISTÃ.

Vai ter com a Formiga ó Preguiçoso”. ( Prov. 6.6)

Estamos acostumados a ficarmos impressionados com a criação de Deus. Quem já não teve o desejo de ir num zoológico para ver vários animais que não estamos habituados a vermos no nosso dia a dia como a “girafa, o elefante, o tigre branco, o urso, o leão, o macaco etc.

A Primeira vez que fui num zoológico quando criança, fiquei impressionados com aqueles animais, com as descobertas de animais que eu nunca tinha visto e que agora o guia nos explicava sua origem, alimentação, duração de vida etc. Nunca esqueci aquela viagem ao zoológico. Quando de volta a minha cidade pude me gabar com os meu amigos dos animais que eu vi e que eles nunca tinham visto 'coisa de criaça"...

Mesmo na ficção ficamos eletrizados em assistirmos Juracy Parck “ O parque dos Dinossauros”, ou “O Ataque dos Tubarões”. Por outro lado tem bichos e animais que não chamam muito a nossa atenção e nem devotamos dedicação por serem tão comuns para nós.

Uma dessas criações de Deus é a formiga. Vimos elas andando em fila pela nossa casa e o máximo que fizemos é tirar ela do nosso caminho ou acompanhar nostalgicamente o seu percurso estranho. Jamais alguém vai num zoológico ver formiga ou comprar um casal de formiga doméstica, não existe pet shop pra formiga e nem roupinhas decorativas. Há não ser a brincadeira infantil que diz: O que é um ponto azul no meio da grama? Resposta: “Uma formiga vestida de calça jeans".

Porém a Bíblia a Palavra de Deus, nos chama a atenção para olharmos para a formiga, para a sua atitude, determinação, foco, habilidade, perseverança e trabalho.

O escritor de provérbios que foi Salomão era um observador nato da criação de Deus e ele inspirado por Deus escreveu: “ Vai Ter com a Formiga ó Preguiçoso”.

Este versículo é uma reflexão ao trabalho em todos os seus níveis. O próprio Deus estabeleceu o trabalho e disse para o homem: “Do suor do seu trabalho Comerás”.

Quando vimos a história humana percebemos que ela foi construída e erguida pelos trabalhadores. Vimos Cidades, Nações, Torres, Pontes, Casas, Templos, Estradas etc sendo erguidas pela força do trabalho humano e pela disposição.

Já o preguiçoso nada faz, nada constrói, nada acrescenta, ele vê a vida passar como bolhas de sabão passa ano e entra ano e a vida é a mesma.. Salomão faz um contraste entre a pequena formiga e o preguiçoso. Preguiçoso - Preguiça do latin Pigrita significa “lentidão, Propensão para não trabalhar, devagar quase parando, ociosidade.”

A formiga mesmo pequena e sem nenhuma força “uma pesada de uma criança ela já morre”é um grande exemplo de garra, de trabalho, de fervor, de paciência, dedicação, perseverança e visão futurística, pois ela sabe que seu trabalho no verão garantirá um inverno farto e abundante.

Vimos essas adoráveis formigas andando pelos nossos quintais e casas carregando mantimento e todas focadas num só propósito: O Bem Estar Da Comunidade em que ela vive e convive.

Uma das orações mais comoventes da Bíblia saiu dos lábios de Jesus Cristo e esta registrado no livro de Mateus 9.37-38 Ele diz:

“A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara”.

Assim como a formiga que trabalha em prol do seu reino, assim Deus nos chama para trabalharmos em prol de uma causa santa que é o Reino de Deus.

Os filhos das trevas estão trabalhando como formiga para disseminar o mal entre os homens. Deus nos chama para sairmos da nossa preguiça e comodismo espiritual e testemunhar para o mundo.

Jesus Cristo disse: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também ( Jo. 5.17).

Jesus Cristo como um modelo de formiga trabalhadora e não como um débil preguiçoso realizou a obra de Deus com fervor, zelo e dedicação.

Jesus andou de cidade em cidade a pé falando do amor de Deus, da Galiléia ate a Judéia ajudando pessoas. Ele curou, ressuscitou mortos, pregou, dormiu no relento, levantou o caído e introduziu sonhos nos desmotivados da vida.

Ele é um modelo de alguém que trabalhou em prol das pessoas e não comeu o pão da preguiça, da frieza e da lentidão.

A igreja primitiva de Atos dos Apóstolos também como formiga saiu da sua toca e foi um exemplo de trabalho de levar o evangelho de Deus para o mundo. Os discípulos trabalharam e muitos foram mortos como muitas formigas, muitos foram martirizados como Paulo e Pedro mais eles foram fiéis. Paulo mesmo disse:

"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão". (I Cor.15.58)

O escritor de Provérbios esta certo em dizer que somos sábios em perceber que a formiga tão pequena, tão discreta é um gigante em modelo para nós.

Muitos hoje em dia não se envolvem mais na obra do Senhor. Não colocam seus dons talentos, força e energia em prol do Reino. Não colocam mais a Mao no arado de Cristo. Muitos estão na sonolência espiritual e vivem num triangulo de casa-trabalho e igreja. Mais Deus quer mais de nós Ele deseja que façamos algo na sua obra.

Varias parábolas de Jesus Cristo mostra que Deus esta convocando trabalhadores para realizar a sua vontade (Mt.20.1). Mais muitos acham que hoje na igreja quem tem que fazer tudo são os lideres, são uns poucos somente.

Alguns dizem que esses lideres como formiga tem que nos alimentar enquanto nós ficamos somente no banco da igreja assistindo tudo e depois vamos embora.
Vários crentes vivem sem foco, sem metas, sem sonhos, sem objetivos. Eles vivem somente para eles e não para o Reino de Deus e para o serviço do próximo. Muitos hoje vivem sob o pendão da falta de compromisso. Eles são:

1) Preguiçosos para Orar
2) Preguiçosos para evangelizar
3) Preguiçosos para visitar o irmãos
4) Preguiçosos para contribuir com a vida e com o dinheiro
5) Preguiçosos para ler a Bíblia
6) Preguiçosos para colocar seus dons na presença de Deus etc.

Muitos hoje querem somente receber mais melhor graça e Dar do que Receber diz a Bíblia. Quem sabe Deus esta chamando você para um novo compromisso com ele de promover em deus varios desdobramentos o Reino de Deus e sua santa vontade no mundo.

Quando Paulo chegou na ilha de Malta como náufrago os moradores ajudaram ele. Malta na língua fenícia significa refúgio. Os moradores da ilha fizeram uma fogueira para aquecer Paulo e os náufragos do barco.

Num dado momento quando o fogo estava apagando Paulo se levantou e trouxe mais gravetos para acender a fogueira. Ele não esperou a fogueira apagar, mais como um trabalhador de Deus ele acendeu mais e mais o fogo. ( Atos 28.1-6). O teólogo F.F. Bruce disse que Paulo não era somente um homem de letras ele também era um homem de ação.

Todavia quando queremos trabalhar para o Senhor os intepéries sempre vão se levantar em seus vários formatos. Paulo foi picado por uma víbora mais ele não foi atingido por ela por que Deus estava com ele. Assim somos nós que trabalhamos para o Senhor devemos sempre apanharmos os gravetos para acendermos o fogo do Espírito Santo no nosso meio ( I Tes.5.19).

Devemos trabalhar para o Senhor e glorificar seu nome em tudo ( I Cor. 10.31). A preguiça espiritual arruína a vida de qualquer jovem. Na idade média um dos sete pecados capitais era a preguiça.

A preguiça rouba nossos sonhos, nossa espiritualidade, nossa alegria, nossa certeza e convicção, nossa amizade, nossa comunhão.

Provérbios mesmo diz que o preguiçoso morre desejando, por que suas mãos recusam a trabalhar ( Prov.21.25). Provérbio afirma que a preguiça faz cair em profundo sono e o ocioso vem a padecer de fome (Prov.19.15.) E Afirma dizendo também: “Pela muita preguiça desaba o teto e pela frouxidão das mãos goteja a casa” (Prov.10.18). Quantas pessoas desabam espiritualmente por que não são como formigas na fé e sim como preguiçosos débeis.

E por fim Provérbios reafirma que o preguiçoso não assa a sua caça (12.27). Isso mostra que ele não completa o seu serviço. Ele começa mais não tem animo para ir ate o fim. Ele é diferente da formiga que mesmo tendo obstáculos e dificuldades não desiste, não desanima, continua e persevera em prol da causa maior.

Ele até deseja, tem sonhos, se programa, diz que vai mais na hora H ele é tragado pela falta de objetivos e foco. ( 13.4). Salomão esta certo temos que aprender com a formiga e trabalhar com diligencia para o Senhor que trabalha sempre por nós.

Pastor Carlos Augusto Lopes
Teólogo

Um comentário:

Blog do Dumane disse...

Graça&Paz!
Muito interessante este texto. Há bem pouco tempo postei em meu blog, uma reflexões sobre este mesmo tema.
Se desejar, passe em meu blog:
http://oblogdodumane.blogspot.com/2010/07/vai-ter-com-formiga-aprenda-com-ela.html

Um grande abraço